sexta-feira, 7 de maio de 2010

Emagreça com o poder da mente

 É possível emagrecer utilizando o poder da mente? Acredito que sim. Tudo o que devemos fazer é reprogramar a mente a fim de mudar hábitos e controlar a compulsão pela comida. É claro que não se trata de um milagre, mas sim de um processo que inclui a reaprendizagem do padrão de pensamento. Quando pensamos, por exemplo, que não podemos comer um chocolate, isso só faz com que nossa vontade de comê-lo aumente. 

Daí podemos perceber que a resposta para o problema da perca de peso está dentro de nós mesmas. Para mudar definitivamente um comportamento, é preciso estar consciente de que os pensamentos tem efeitos fisiológicos. A seguir, alguns exercícios mentais que mudarão nosso peso - e nossa vida.


1. Tome cuidado com que sai da sua boca. É muito comum ouvir mulheres que fazem dieta falando coisas do tipo "Só de ver esse bolo de chocolate eu engordo". Essas palavras reforçam uma maneira de pensar e dificultam a mudança de comportamento em relação à comida.

2. Dê notas de 0 a 10. Quando bater aquele desejo de comer, pare e dê uma nota para sua fome e outra para sua vontade de comer. Essa atitude faz você refletir e evita a sensação de estufamento ao terminar uma refeição. Na primeira vez pode ser difícil, mas com o tempo você passa a ouvir o que o seu corpo diz.

3. Mantenha a geladeira cheia. Já ouviu aquele ditado que diz que tudo que é proibido é muito mais gostoso? Se você tem o que gosta ao alcance da mão, saberá inconscientemente que se houver necessidade, a comida estará lá.

4. Só coma o que estiver muuuuito bom. Não faça seu corpo de lixeira. Seja seletiva. Se está com vontade de comer pão e só tem um pedaço murcho na cozinha, não coma. Vá até a padaria, compre um pão fresquinho e coma com prazer.

5. Pense em preto e branco. Feche os olhos e imagine o prato que mais gosta. É muito calórico? Agora visualize-o em preto e branco e veja se continua atraente.

6. Perca 1 quilo de cada vez. Seu objetivo é perder 20 quilos? Comece imaginando-se com 3 quilos a menos. Quando alcançar essa meta, passe a pensar em si mesma 4 quilos mais leve e assim sucessivamente. É uma forma de valorizar suas pequenas conquistas e não se sentir frustrada. 

7. Parabenize-se! Valorize qualquer progresso, mesmo que seja apenas o fato de conseguir comer apenas um pão ao invés de três.

8. Cuidado com o uso do não. Quando eu digo que não vou comer pizza, por exemplo, o cérebro reproduz justamente a imagem da pizza. Por isso, prefira dizer o que vai comer ao invés do que não vai comer.

9. Use a técnica dos 4 minutos. Antes de se servir, verifique as opções e escolha apenas três. Coma e espere mais quatro minutos para se servir novamente. Não fique olhando para o relógio para não se sentir ansiosa. Agindo assim, permite que o corpo mande ao cérebro uma mensagem de saciedade, o que não acontece quando se come rápido.

10. Peça pratinhos, literalmente. Prefira o prato de sobremesa ao tradicional. Assim, você mostra ao cérebro o real tamanho da fatia que está comendo. No prato maior, o pedaço fica pequeno e a mensagem enviada é a de que não comeu quase nada.

11. Engorde a poupança. Muito simples: quem ganha peso, gasta muito mais em spas e remédios. Guarde essa quantia e compre roupas novas.

Fonte: Revista Nova (abril/2010)

terça-feira, 4 de maio de 2010

Duas semanas de sumiço






Gente, sei que abandonei o blog essas duas semanas, e estou me sentindo um pouco culpada por isso. Não quero ser repetitiva, mas o que digo é a mais pura verdade; estou realmente correndo contra o tempo, colocando em minha agenda mais ocupações do que posso dar conta. Mas, enfim, estou casando e realmente precisando de dinheiro. Então, talvez eu escreva com menos frequência por esses dois meses.

Mas isso não quer dizer que eu não tenha boas novidades. Na quinta feira da semana passada, fui à minha endocrinologista, Dra. Rejane. Só ela mesmo para me colocar nos eixos novamente. Conversamos muito, e ela me abriu os olhos para alguns erros que eu estava cometendo, sem nem ao menos perceber. De lá pra cá, já sinto mudanças.Estou seguindo a dieta direitinho e comendo menos sem que isso seja um grande transtorno na minha vida. Começamos um novo tratamento e devo voltar lá no próximo mês com o resultado de alguns exames.

Como o sobrepeso estava afetando minha autoestima, decidi que não podia mais esperar emagrecer para começar a me cuidar. Fui ao salão e mudei totalmente o visual - parece até que a gente vira outra pessoa, não só por fora, mas por dentro. Agora, depois de muito tempo, estou me sentindo bem novamente. Mas sei que são apenas poucos passos em uma longa caminhada.

Boa semana! Beijos!!!