terça-feira, 17 de agosto de 2010

Hora de recomeçar

glitters
Depois de passadas quase três semanas do meu casamento, foi chegada a hora de dar fim à orgia gastronômica da qual participei ativamente durante todos esses dias. Infelizmente, não consegui emagrecer o que eu queria para meu casamento e, para piorar a situação, comi descontroladamente os docinhos, bem casados, restos de bolo e salgados que sobraram do casamento e vieram para minha casa. Não digo que esteja arrependida - afinal, é praticamente impossível se controlar frente a dezenas de seus doces prediletos e café da manhã completo em belos hotéis. Mas eu sabia que, mais cedo  ou mais tarde, eu deveria voltar a vida real de dietas, exercícios e dos "não, obrigada".

Pena que voltei tarde, muito tarde. Fiquei adiando o máximo que pude, até subir na balança e constatar, horrorizada, que voltei aos 80kg. Ou seja, em duas semanas de comilança descontrolada, eu ganhei os 8 quilos que demorei meses para perder. Longe de achar isso desanimador, foi a ponta do iceberg para mim. Vi que era hora de arregaçar as mangas e disse para mim mesma: "ok, já chega".

O mais impressionante é que minha obstinação repentina é verdadeira, haja vista que não tenho nenhum motivo grande, como meu casamento, por exemplo, para me impulsionar a fazer dieta. Eu poderia fazer a qualquer momento.  Mas pela primeira vez, escolhi o agora e a sensação é maravilhosa, de vitória mesmo.

Ontem meu marido trouxe torta de frango, bolo de chocolate, pão francês e refrigerante, ou seja, tudo que adoro comer para o jantar. Em um primeiro momento, uma voz em minha cabeça dizia "vai lá, come, amanhã você começa a dieta". Mas logo me vinha o pensamento - não foi exatamente por essa atitude de deixar para amanhã que eu estou assim agora? Meu pai sempre me dizia para não deixar para amanhã o que você poderia ter feito ontem e, como sempre, ele tinha razão.

Não me levem a mal, não estou entrando em contradição com o post anterior - sim, peso 80kg e  ainda assim me amo incondicionalmente. E vou continuar me amando a cada quilo perdido e a cada vitória conquistada, pode ter certeza! Nada de deixar a autoestima na geladeira, ela vai estar comigo durante todo o processo. E aí, quem vem comigo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta aí!