sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Bullying Familiar



Eu estava lendo o blog da Akasha e me deparei com um post muito interessante, em que ela fala sobre o bullying e relata uma experiência muito chata com um tio sem noção. Enquanto eu lia, me lembrava de todas as situações semelhantes que já enfrentei na vida. Eu fui uma criança e adolescente gordinha, enfrentei muitas dificuldades na escola com as brincadeiras inapropriadas dos meus "colegas" de turma, mas nenhuma delas me doía tanto quanto às que algumas pessoas da minha família faziam comigo. Foi aí que me ocorreu que o pior tipo de bullying ocorre dentro de nossa própria família. As pessoas tendem a pensar que, por serem nossos parentes, podem nos dizer o que quiserem e que não devemos ficar chateadas. Não sei quanto a vocês, mas na minha família é assim que funciona. E eles nunca estão satisfeitos; se você está gorda, precisa emagrecer porque está horrorosa. Se está magra, está doente. Não vou nem aconselhar a não ligar, porque nem eu mesma consigo ficar imune a esse tipo de situação. Eu só aprendi a reagir melhor. Ao invés de correr pro quarto e chorar, eu solto uma boa resposta com um sorriso no rosto, para não parecer rude. Se você não consegue, aí vão algumas sugestões:


1. "-- Nossa! Como você engordou! Porque você não consegue manter a dieta, estava indo tão bem!"
    "-- Ah, tia, sabe o que é? Era até bom ser magra, mas eu te amo tanto que preferi ficar parecida com você!" :)

2. "-- Não tá mais conseguindo fechar a boca não, querida?"
    "-- E pelo visto nem você, né? A comida não pára de entrar na minha e a merda não pára de sair da sua!" :)

3. "-- É impressão minha ou você engordou?"
    "-- Não sei... vamos testar, me empresta aí a sua calça pra ver se dá em mim." :)

4. "-- É impressão minha ou você engordou?" (2)
    "-- Com certeza. Já estou até usando o  mesmo número que você, acredita?" :)


Ps: O blog da Akasha é ótimo, vale a pena conhecer. Para ir pra lá, clique aqui.

2 comentários:

  1. Adorei!!!
    Sempre tem um povo assim, né?
    E como anda a RA?
    Bjos, Fran.

    ResponderExcluir
  2. Querida Alma Magra em Cristo
    Adorei as respostas, mas lembre-se de que perdoar é sempre divino. Por isso, nunca desejei a morte dos meus inimigos, apenas para que eles fiquem tetraplégicos.
    Então, querida emagreça com saúde e deixe que eles falem.
    Santo Ósculo em seu coração!

    ResponderExcluir

Comenta aí!