terça-feira, 25 de janeiro de 2011

À você, que acha que me atinge



"Aprendi que tudo passa, tomando chá ou cachaça
Tomando champanhe ou não.
Aprendi que a descrença, a desconfiança e a doença
São partes da maldição.
Aprendi que a ignorância, a sordidez e a ganância
São lavas desse vulcão.
Aprendi que essa fumaça
A minha janela embaça
Por fora, por dentro não".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta aí!