quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

E aí? Vai mudar ou aceitar?


Acabei de ver uma terapeuta na televisão falando que, para começarmos a nos amar do jeito que somos, precisamos ter consciência do que não gostamos em nossa aparência, refletir se realmente é uma queixa pertinente ou coisa da nossa cabeça e, caso seja mesmo algo a ser mudado, precisamos escolher uma entre duas alternativas: aprender a conviver com aquele defeitinho ou estabelecer metas viáveis para corrigi-lo.

Ok, seguindo a orientação da doutora, eu assumo: odeio meu braço. Acredito que os braços sejam um dos maiores problemas das gordinhas. É que nem o pescoço para as mulheres mais velhas - não há como disfarçá-lo, a não ser escondendo mesmo. Por isso eu passei muito tempo da minha vida usando apenas camisa com manga ou colocando algo por cima para escondê-los. O incrível é que eu já fui  magra, mas o meu braço permaneceu grosso. Quando estou engordando, o primeiro sinal é que as mangas das minhas camisas ficam apertadas. Tenho blusas no guarda roupa que adoro usar, mas não posso porque não cabem nos meus braços. É uma coisa horrorosa. Mas aos poucos, estou aprendendo a conviver com eles numa boa. Até já uso blusas sem manga, como na foto aí de cima, e algumas vezes me aventuro num tomara-que-caia, mas assumo que não me sinto muito à vontade. Não sei porque a gente sente essa vontade enorme de se esconder. Nem sempre as coisas estão tão ruins quanto a gente pensa. Eu, por exemplo, me achei até simpática nessa foto aí...

E você? Prefere mudar ou aceitar?



9 comentários:

  1. Querida Alma Magra em Cristo
    Enquanto o Pe. Ricardo Saradão não chega, aproveito o tempo para fazer umas visitinhas.
    Realmente todas nós temos um defeito do qual não gostamos. Eu detestava minhas coxas por serem grossas e terêm aparência de coxa de gorda, mesmo quando emagreci. O que eu fiz? Fiz musculação pesada para as pernas. Elas permaneceram grossas, mas o desenho delas e da panturrilhas melhorou e sumiu aquela aparencia de coxa de mulher gorda.
    Para tudo existe solução.
    A respeito do seu comentário, fiquei #PasmadaEmCristo, o defeito do URSINHO é ENORME e DURO acabava me cutucando demais a noite e me MACHUCANDO. Almas Santas e Puras como a minha costumam se MACHUCAR COM COISAS ENORMES. Somente as mulheres indecentes que ficam dando ESFIRRAS ABERTAS para seus namorados, maridos ou amantes é que não se machucam. Mulheres de respeito como você, eu e minhas pupilas do Convento não tem ESFIRRAS ABERTAS mas uvinhas com a casca intacta se for solteira ou a casca com um leve buraquinho se for casada.
    Santo Ósculo em seu coração!

    ResponderExcluir
  2. oiee flor, boa tarde, repondendo tua perguntinha...
    eu me aceito, aceito o que hj não consigo ainda mudar , mas não fico parada quanto ao q pode ser acertado...
    bjs bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu vou mudar. Também detesto o meu braço e não aguento mais viver com braço de gorda. Toda roupa que a gente veste fica horrível, argh!!! ninguém merece. Se coloca pra fora fica feio, se esconde todo mundo percebe mesmo assim. Um beijo e saiba que eu amo seu blog de paixão.

    ResponderExcluir
  4. Ai, amiga!
    Que post legal... Vc ficou linda na foto, sim!
    Eu também não gostava muito do meu braço, não! Na verdade ainda acho ele grosso sim! Mas aos poucos ele vai melhorar... tenho fé!
    Bjos, Fran.

    ResponderExcluir
  5. Eu gostaria de musar, mas não sei nem por onde começar, porque é muita coisa que queria mudar em mim.

    ResponderExcluir
  6. Passe lá no meu blog (que não é tão santo como da Madre Madalena)... rrsss... e se tiveres tempo, siga-me. Será um prazer.

    Olhe, gostei do teu post de hoje e vc resolve essa do braço com caminhadas. Minha amiga começou a caminhar comigo duas horas por dia e vi que ela emagreceu e o braço afinou. É sério.

    ResponderExcluir
  7. Eu quero mudar. Aceitar jamaaaaais. Bjks

    ResponderExcluir
  8. Querida Alma Magra em Cristo
    Voltei aqui para lhe dizer um oi. Saudades dos seus posts. Onde estão as novidades?
    Santo Ósculo em seu coração!

    ResponderExcluir
  9. Adorei essa postagem , vou relatar a minha dificuldade de emagrecer.
    Na minha infância sempre fui magra ao extremo, tive vários apelidos como Olivia palito, perna de seriema, tábua de passar roupa até anorexia. Nossa era apavorante! Hoje tenho dificuldade de enxergar que estou obesa com 82 kilos percebo que engordo cada vez mais podendo compromete a minha saúde. A maioria das mulheres emagrecem para ter auto estima, O meu caso é mais difícil ainda, freqüento muito ambientes de festas, reuniões, lugares públicos etc...E percebo que tenho facilidade em conquistar amizades que me deixa extremamente feliz. E esqueço da minha obesidade. Mas tem o porém quando fico só ou minha irmã mais velha me critica com palavras fortes fico arrasada. Percebo que realmente estou gorda e necessito de emagrecer.Vou colocar espelhos imensos no meu quarto e começar andar pelada para enxergar que tenho que emagrecer.Mas fico com raiva somente no momento depois passa e não preocupo pois sei que vou sair encontrar pessoas que não sei se são sinceras ou falsas mas me fazem bem.
    Também tem o meu marido que é uma graça que me respeita e satisfaz meus desejos. (tb não é tão santo, rs, mas dá 80% é agradável)
    O meu cérebro tem que despertar para me ajudar.
    Se você ou alguém tiver uma dica, opinião, sugestão será bem aceita.
    Abraços e continua postando que suas dicas são ótimas.

    ResponderExcluir

Comenta aí!