sábado, 25 de junho de 2011

Existe vida social durante a dieta?

Já li e escrevi muita coisa sobre esse tema, mas a minha dúvida ainda persiste; como é que raios a gente consegue fazer dieta e ter vida social ao mesmo tempo? Eu meio que desisti e cheguei a conclusão de que é impossível. Ou você se tranca e recusa convites para barzinhos, churrascarias e aniversários por uns três meses ou continua saindo e aguenta encarar o ponteiro da balança estagnado. Sei que parece meio cruel, mas ao menos pra mim é assim que funciona. Nunca consigo seguir aquelas dicas batidas, e eis os porquês:


Dica 1.  "Antes de ir a qualquer evento social, uma boa saída é fazer um lanche em casa. Assim, não chega morrendo de fome e querendo pegar tudo o que vê pela frente"  - Para mim, o fato de eu não estar com fome não tem nada a ver com a minha vontade de pegar tudo o que eu vejo na minha frente. Experimente comer algo leve e natural antes de uma festa de aniversário infantil, por exemplo. Veja isso vai lhe impedir de querer comer toda a bandeja de docinhos. Not.

Dica 2.  "Tente não sair apenas para lugares onde haja comida" - sou casada e meu marido ama comer e odeia dançar, desculpa aí.

Dica 3. "Na churrascaria, optar por alimentos com menor teor de gordura" - obviamente a pessoa que criou essa dica nunca veio a uma churrascaria no Ceará. Faz o teste de vir a Fortaleza e pedir legumes no vapor. O garçom no mínimo vai rir da sua cara.

Dica 4. "Em festas de aniversário, principalmente de crianças, não coma mais de que quatro salgados, pois sempre tem aquela torta que ninguém resiste. Esses salgados devem ser preferencialmente assados, como pão de queijo, esfiha, empada e quiche" - quatro salgados, ok, até dá pra tentar. Mas nas festas infantis que eu frequento não há quiches nem esfihas. O máximo que eu posso fazer quando a anfitriã vier até mim com todas aquelas opções pecaminosas e proibidas, é olhar para ela com um sorriso maroto e pedir: "desculpa, mas esses aí eu não posso comer. A senhora pode assar quatro pãezinhos de queijo pra mim? Obrigada :)".

Dica 5. "Seja a motorista da turma para não se sentir tentada a beber.  Escolha sucos, água ou água de coco" - alguém já sentou num barzinho onde T-O-D-O M-U-N-D-O está bebendo, já naquele estágio meio alegre e falando bobagem, enquanto você, sóbria e bebendo suco de laranja, não consegue achar nada engraçado e reza pra chegar a hora de ir para casa? Eu já, pra nunca mais, como a gente diz aqui.

Dica 6. "Sempre que possível, dê uma saidinha para ir ao banheiro com o intuito de desviar a atenção da comida"- E deixe seu pretendente, marido, namorado ou turma de amigos pensando que você está com uma dor de barriga incontrolável. Noite perfeita! 

Dica 7. "Quando for jantar fora, tente ver o cardápio do lugar na internet e decida antecipadamente o que vai pedir. Assim, não fica à mercê das vontades do momento". - Realmente. Acabei de fazer o teste e entrei no site do Habib's antes de ir jantar. Ver as fotos daquelas esfihas e quibes maravilhosos com certeza NÃO me deixou com mais vontade ainda de comê-los. Não mesmo. Espera, do que eu tava falando mesmo?

Dica 8. "Em almoços de família, evite as frituras e, mais uma vez, prefira os assados. Sirva-se de bastante salada, que, além do colorido, dá uma impressão de prato cheio, impedindo que você exagere na quantidade de outros alimentos" - Eu consigo ver isso dando certo. Numa família vegetariana, talvez.  Os filhos da Fernanda Lima possivelmente irão conseguir essa proeza de encher o prato de salada pra não comer muito e a mamãe deles ficar feliz com isso. Mas os outros seres (a)normais hão de convir comigo que mãe feliz em almoço de família é igual a prato cheio. Quanto maior o seu prato, maior o sorriso dela. E, mesmo depois de você ter comido tanto a ponto de desabotoar a calça ou ir ao banheiro tirar a cinta, ela ainda vai perguntar: "Já parou filho? A comida tá ruim, por acaso?"

*  *  *

Lembrando que esta é apenas a minha opinião. Quem quiser, por favor, discorde. Mostrem-me o caminho da luz!



Quer ver a matérias com essas e outras dicas? Clica aqui.  

8 comentários:

  1. Se vou a uma festa sempre enfio o pé na jaca. Não resito, não sei comer pouco doce, esqueço tudas as regras, pareço uma pessoa que está em fase de recuperação em drogas que é solta em uma loja de drogas.... ai, como sofro. Saidinhas com amigas para bar então? Aff, depois do 1º copo de cerveja já era. Acho que preciso me esconder em uma caverna no alto do Himalaia. Q vc acha? Vc vai comigo? Bjks

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, estou precisando muito. Estarei lá com você. Bjokas!

    ResponderExcluir
  3. menina eu tenho sérios problemas com vida social e jacas kkkksou mais ou menos como a Akasha, por mais boa vontade q tenho acabo me descontrolando
    mas sempre vale a pena anotar as dicas né e tentar seguir
    bjim

    ResponderExcluir
  4. Oi Ive!

    Uma coisa q funciona pra mim eh a quantidade, nisso vc pode ter o controle e nao precisa falar da dieta. Eu sempre digo q estou super satisfeita e qto a bebida eh possivel fazer o mesmo. Acho q a palavra chave eh moderacao. Claro q as vezes a gente escorrega bonito, mas a privacao total eh uma tortura desnecessaria. Espero ter colaborado!

    ResponderExcluir
  5. Ai, realmente esta tarefa é dificílima... E é justamente por causa da vida social que dei uma regredida!
    O pior de td é que não vai acabar...
    O que estou tentando fazer nesta última semana, é gastar mais do que consumo. Voltei a correr e estou tentando não extrapolar (muito!) os meus pontinhos... Vamos ver o resultado amanhã...
    Mas confesso que a dica 1 (um) me ajudou na última festinha infantil que fui. Comi!! Mas menos do que comeria se estivesse com fome.
    Vamos continuar na luta!!! E tenho fé que ainda venceremos.
    Bjos, Fran.

    ResponderExcluir
  6. O problema maior é que eu sinto que, quando vou a um barzinho ou a uma festa e me permito comer algum alimento "proibido", mesmo que seja pouco, a balança já acusa no outro dia. Não seria caso da gente se esconder em casa, mas evitar algumas ocasiões de vez em quando, ao menos no começo da reeducação alimentar? O que vcs acham?

    ResponderExcluir
  7. Essa é o meu maior problema. Tudo que meus amigos fazem envolvem bebida ou comida. E digo que a bebida ainda é o pior inimigo. Todos os lugares que eu vou todo mundo bebe muito, e eu vou ficar fazendo o que? Não só os amigos, como meu namorado também. Tenho muita dificuldade de seguir a dieta, pois se saio uma vez por semana para beber, mesmo que for só um dia, enfio o pé na jaca de vez. Principalmente porque beber dá muitaaaa fome.
    A solução é ficar em casa pra não cair na tentação. mas temo fazer isso e ficar meio deprimida e desmotivada.

    ResponderExcluir

Comenta aí!