quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Vocês perguntam, eu respondo

Olá! Olha a pessoa aqui de volta. Acontece que eu resolvi não só não excluir meu blog como continuar postando. São muitos os motivos. Percebi que muita gente, mais até do que eu imaginava, gosta e se identifica com o que escrevo. Tenho muitos leitores assíduos que não gostam de comentar, mas que me pediram muito para que eu não deletasse o blog. Além disso, descobri que algumas pessoas muito queridas passam aqui de vez em quando - meu irmão Dennis, minha querida Letícia Félix (um verdadeiro exemplo, viu? A mulher tem duas filhas e um corpão arrasa-quarteirão), Mara Cristina, Laura, Érika, Francielle, Akasha, Anna... obrigada pelas palavras de incentivo, viu pessoal?
Mas... o motivo desse post é verdadeiramente outro. Quando anunciei, no post anterior, que iria deletar o blog, recebi uma enxurrada de perguntas, nos comentários, no facebook, no orkut. De início, me assustei com a quantidade de gente curiosa sobre a minha vida ou, pior, isso se não for uma única pessoa meio louca, já que no blog as perguntas são sempre anônimas. Resolvi selecionar algumas para respondê-las aqui, pois não há como responder todas, o post ficaria enorme. Vamos lá?

1. "Quem quer deletar não anuncia, viu? Tá procurando ibope é queridinha?"
Resposta - E quem não gosta, não lê nem muito menos comenta. Bye.

2. (No post O jeito é dar uma fugidinha...) "uma pergunta: esse moço é seu esposo? pq não emagreces também??? não sei se vc me entende. é contraditório uma moça escrever sobre emagrecimento e não isso não ser extensivo à família. eu pesava tenho 1,68 de altura e cheguei a pesar 90 quilos. depois do falecimento do meu namorado, emagreci 35 quilos e hoje sou extremamente feliz com o meu corpo. sucesso na dieta".
Resposta - Primeiramente, parabéns por ter conseguido perder tanto peso. 35 quilos a menos realmente é uma vitória e tanto. Mas, respondendo a sua pergunta, são vários os posts em que falo de minhas tentativas frustradas de fazer com que meu marido emagreça junto comigo. E entendo seu ponto de vista, embora não concorde com ele - meu blog é sobre mim e meu processo de perda de peso,  não da minha família. Não é porque eu resolvi escrever um blog sobre dietas que vou colocar a família inteira nesse processo. Até porque a decisão de emagrecer é muito pessoal. Você deve saber muito bem que só dá certo quando nós mesmos tomamos essa decisão, sem pessoas nos pressionando. E, quando meu marido tomar essa decisão, eu estarei ao lado dele, como sempre.

3. (No post Pernas, pra que te quero?) "Sinto falta de algumas coisas do passado. Principalmente da minha infância. De quando eu achava que o mundo era habitado por pessoas honestas... Bom, já fui fofinha. Atualmente estou no meu peso ideal. O interessante que a perca de peso veio após uma grande decepção amorosa. Nesses momentos o seguinte ditado vem a mente: O mal precede o bem. Hoje, estou realizada com o meu corpo, com a minha profissão e principalmente, com a minha vida amorosa. Agradeço as pessoas pela decepção do passado, pois elas me fizeram enxergar que Deus tem um PLANO na vida de cada um de nós. A notícia que tenho é que essas pessoas não são felizes... paciência! O mundo dá voltas!!!!! Bom blog".
Foi mal pelo meu comentário anterior, Marinna! :)

7 comentários:

  1. Obrigada pelo corpo arrasa quarteirão... Mas eu estou mais para quarteirão arrasado sabe? Semanas sem malhar e frustada um pouquinho tbm... Mas como vc falou, num vou deixar de viver né? Mas pensando bem Ive, qnd todo mundo da ksa é saudável fica mais fácil de perder peso... Aqui em ksa é um suplicio! Estou eu comendo minha saladinha no jantar e chega meu marido com uma pizza enorme e um monte de chocolate... Ou então estou eu comendo minha saladinha de frutas no lanche e chega a pca e joga um monte de bombom na mesa!!! Assim num dá!!!kkkk
    Visitem o meu blog: www.conselhosdamamy.blogspot.com
    Bjus,
    LeLe:)

    ResponderExcluir
  2. Oi lindona!
    Que bom que você decidiu ficar aqui... Fico muito feliz!
    Gosto muito de ler você!!!
    Seja sempre muito bem vinda...
    Bjos.

    ResponderExcluir
  3. Oba! Que bom que vai continuar, adorei seu blog! Parabéns pela coragem de se expor e contar um pouco de você. Isso é pra quem tem audácia, e pelo jeito você tem de sobra. Saiba que o que faz é uma forma de doação,pois, acaba incentivando mais pessoas.Obrigada!

    " O que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher." (Cora Coralina)

    ResponderExcluir
  4. hhahahaha vc é demais... é minha ídola! Adorei quando vc disse " homem nenhum levou de mim mais do que quatro lágrimas e dois quilos"... caraca como vc escreve bem! Queria poder dizer a mesma coisa mas eu sofro muito! QUe bom q vc nao vai embora iria deixar muita saudade esses seus post maravilhosos! Beijo da sua fã numero 1!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Chamo-me Marinna Studart e sou Santa Catarina. A autora da terceira pergunta sou eu. Não entendi quando você escreveu: Eu quero MUITO acreditar que quem fez esse comentário não é quem estou pensando. Há algum problema no meu comentário? Não identifiquei-me inicialmente pq não vi necessidade. Mas acho que vc como blogueira não deveria misturar as estações. O meu objetivo era compartilhar com vc e as leitoras a minha experiência de vida.
    Sobre os relatos de infelicidade do casal, é fato! Estivemos recentemente juntos. Então não há razão pra vc dizer que isso é um desejo meu.
    Devemos deixar os comentários impróprios para nós. Desejo-lhe sorte no blog, no casamento, na dieta e na vida.

    Marinna Studart

    ms-bevilaqua@bol.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ok, Ok, Marina! Reclamação anotada! Peço desculpas se lhe ofendi de alguma maneira. Não há problemas em seu comentário, mas, como vc mesma disse, também compartilhei alguma experiência de vida utilizando seu comentário.

    Realmente, o erro foi meu, pois recebi vários comentários anônimos muito parecidos com o seu, só que bem ofensivos, e pensei que fossem da mesa pessoa. Desculpas sinceras, ok? Abraço e muita sorte ´para você também!

    ResponderExcluir
  7. Está desculpada.
    Tive conhecimento do seu blog através de uma colega que mora em Rondônia. Ela é neurótica com ganho de peso e fuçando a net encontrou o seu blog. Ela sugeriu a página e resolvi dá uma olhada. Até sugeriu eu escrever também. Mas não tenho paciência. Acessei por curiosidade, mas não me ligo muito em balança, peso. O que chamou atenção foi sobre post "O que sinto falta", por isso resolvi fazer o comentário.
    Fique com Deus.

    Marinna Studart

    ResponderExcluir

Comenta aí!